Resenha - Por lugares incríveis

quarta-feira, novembro 06, 2019


Título: Por lugares incríveis| Autor(a): Jennifer Niven | Editora: Seguinte | Ano de edição: 2015| Páginas: 336 | Classificação: ⭐⭐⭐⭐ | Comprar: Amazon 

Este ano estou surpresa com a quantidade de livros maravilhosos que estou lendo e "Por lugares incríveis" com certeza é um deles. 

É um livro com uma temática bem complicada, nos deparamos com assuntos que são muito importantes nos dias de hoje como a depressão, o suicídio e falar sobre os sentimentos de uma pessoa que deseja acabar com a própria vida é muito complicado. Uma palavra que define da melhor forma  a leitura desse livro seria "supreendente", principalmente sobre o final. 

Primeiramente eu gostaria de ressaltar que essa leitura deveria ser obrigatória a todo mundo, a maioria das pessoas acreditam que os suicidas são egoístas, que não se importam com as pessoas que irão afetar com suas atitudes e que "querem chamar atenção" mas não é assim que acontece e a autora consegue através deste livro incrível mostrar como realmente é, nos deparemos com dois jovens que se encontram na torre do sino da escola com o mesmo propósito, de um lado conhecemos Theodore Finch, que se preocupa com todos ao seu redor mesmo estando destruído por dentro, conhecido como "aberração" na escola, com poucos amigos, problemas com seu pai e muitos pensamentos conturbadores dentro de si, conhecemos também a Violet, garota popular e bonita, que recentemente passou um momento muito difícil, perdeu a sua irmã em um acidente e vê todo mundo seguindo em frente e exigindo com que ela faça o mesmo. 

Eles foram designados como dupla para fazer um trabalho de geografia que consiga em visitar pontos turísticos da cidade deles, Indiana. Esse trabalho acabou fazendo com que os personagens se aproximassem e esquecem um pouco da dor que não conseguiam suportar já que eles saem a viagem para conhecer lugares incríveis. 

Há tanto o que falar sobre este livro que não sei se conseguirei expressar tudo aqui, é um livro intenso, nos transmite um misto de sentimentos, dá vontade de entrar dentro da história e gritar com a família dos personagens para que eles enxerguem tudo o que está acontecendo, para que eles façam alguma coisa antes que seja tarde demais. Mas apesar de ser um livro pesado, a autora consegue escreve de uma maneira leve, é uma leitura que nos marca de várias formas e que trás toda uma reflexão. 

Você também pode gostar

0 comentários

Tradutor